Antena Livre
Deseja receber notificações?
CIMT
PUB

Vila Rei: «60 anos de vontade popular» no Penedo Furado

9/07/2024 às 15:09

 

 


O Penedo Furado, conhecido pelo seu maciço rochoso, o seu arvoredo, as suas quedas de água e a água límpida e cristalina, é a “estância” balnear mais procurada do concelho de Vila de Rei. É, também, recheado com miradouros e passadiços, fazem com que se junte o melhor de dois mundos neste local.

Paulo César Luís, vice-presidente do Município vilarregense e responsável pelo pelouro do Turismo, em entrevista à Antena Livre, contou um pouco da história do Penedo Furado e adiantou que o mesmo “surgiu da vontade popular, ou seja, foi uma necessidade que a população sentiu. E foi uma necessidade que a população incutiu também no executivo municipal da altura. O povo e as gentes dos três concelhos que estão na confluência do Penedo Furado, através iniciativas próprias, levaram até ao Município de Vila de Rei um conjunto de donativos que o município geriu e desta forma condicionaram a criação do Penedo Furado”. E referiu que o “Penedo Furado é uma praia fluvial que abrange não só o concelho de Vila de Rei, mas também as gentes dos concelhos que nos circundam nomeadamente Sardoal e Abrantes.”

Esta praia fluvial têm vindo a ser local de passagem por muitos turistas, e o vice-presidente ressaltou a importância da sua criação, essencialmente olhando para a ajuda das “gentes porque fizeram que o município da altura não despendesse um euro para a criação do Penedo Furado. Todo o dinheiro que ali está investido foi fruto das doações e dos contributos de pessoas anónimas e essa celebração é tão maior porque o Penedo Furado ao longo desses 60 anos encerra um dos principais atrativos do concelho de Vila de Rei no que diz respeito ao turismo e à projeção turística do concelho de Vila de Rei, ao longo destes anos. O Penedo Furado tem momentos muito altos da projeção nacional do concelho de Vila de Rei, como foi o caso do concurso das Sete Maravilhas. Só foi possível, não só pelas gentes de Vila de Rei, que tinham muito orgulho que o Penedo Furado estive naquele concurso, mas também de todos aqueles que gostam do Penedo Furado e sentem o Penedo Furado como seu. Por isso levaram-no até à final daquele concurso. Mas há também a dedicação de todos aqueles que fazem do Penedo Furado a sua praia, e que dão contributos e que querem ver sempre melhorado aquilo que está no Penedo Furado e todas as pessoas que e contribuíram para que o Penedo Furado seja hoje aquilo que é.”

Os miradouros fazem parte da zona desta praia, e Paulo César Luís destacou que “antes dos passadiços existiam caminhos pedonais, com algumas guardas de proteção. Aquilo que nós fizemos foi melhorar o acesso e fazer essa interligação num circuito com cerca de dois quilómetros e meio em todas as valências do Penedo Furado. É que para além das quedas de água e das piscinas naturais, para além da praia fluvial e para além do miradouro, que fica junto à EN 2, temos um outro miradouro que é nas ‘Fragas do Rabadão’ em que dele é possível observar as diversas estátuas alusivas a diversas santidades que particulares doaram e foram colocados em diversos cumes ao longo da zona. São alusivos a São Sebastião, a Nossa Senhora da Conceição, a São Gabriel e ainda é possível verificar o miradouro do Cristo Rei do outro lado no concelho de Abrantes. Todas estas valências ficam interligadas por circuitos de 2,5 km em que adicionamos o baloiço com vista para o rio e ainda arranjamos um casebre que lá existia para criar um novo miradouro com vista para o rio. Aquilo que nós procuramos fazer, foi interligar todos esses pontos de uma forma muito mais acessível e mais segura. É que a segurança era um ponto menos forte de toda a zona do Penedo Furado e julgamos que depois da última intervenção, apesar da dificuldade própria da morfologia do terreno, agora é mais seguro visitar todos os pontos de interesse.”

O dia 5 de julho foi de festa nesta zona balnear com a celebração do 60.º aniversário da Inauguração do Miradouro do Penedo Furado [5 julho 1964], onde foi apresentando um texto de homenagem a Joaquim António Prior. As comemorações continuaram depois junto ao miradouro das ‘Fragas do Rabadão’, com a colocação de uma lona comemorativa e com a apresentação de um documentário sobre os 60 anos do miradouro do Penedo Furado, elaborado pela Associação ‘Cultura de um Povo’. Esta cerimónia contou ainda com a atuação da Escola de Concertinas da Casa do Benfica de Vila de Rei.

No seu discurso, a abrir a sessão, o vice-presidente do Município de Vila de Rei, Paulo César Luís, referiu que “o dia de hoje só é possível porque alguém ousou sonhar para além do evidente. Ousou sonhar com a criação de um espaço que potenciasse a atração turística e fosse uma referência. Assim é inegável o contributo de Joaquim António Prior, e da sua família, mas também é justo reconhecer o contributo de todos aqueles que doaram terrenos, que doaram dinheiro, doaram materiais, que transformaram o Penedo Furado numa criação do povo, que surge por vontade e anseio do povo e transformaram o Penedo Furado num marco turístico da região, uma referência nacional, tendo inclusive sido finalista no Concurso das ‘7 Maravilhas Praias de Portugal’, mas também frequentemente solicitada pelos diversos canais de televisão para a realização de reportagens e emissões em direto. (…) Estamos aqui hoje para celebrar 60 anos de Penedo Furado, 60 anos de vontade popular, mas sobretudo para celebrar e homenagear a ousadia, a irreverência, a persistência, a determinação e sobretudo que o local onde estamos, onde nascemos, onde vivemos, por ser mais recôndito, mais escondido, mais pequeno não tem necessariamente de significar que nos diminui. Diferencia-nos! Autentica-nos!”

Para visitar esta praia, para além de poder utilizar viatura própria, pode também optar por viajar de transportes públicos, como indicou o autarca “a empresa concessionaria criou circuitos para ligação das principais praias fluviais da região do médio Tejo, onde nós estamos incluídos. Há ligação desde o concelho de Abrantes até Vila de Rei, neste caso ao Penedo Furado, mas também da Sertã ao Penedo Furado com interligação a outras regiões do concelho. Faz também a ligação de Vila de Rei até ao Penedo Furado, o que permite a ligação entre a comunidade e esta praia fluvial. Vai dotar aquele local com mais um argumento de atração de pessoas, porque permite que as pessoas frequentem a praia sem ter que se deslocar por via automóvel. As características do Penedo Furado, leva a que estacionamento muitas das vezes não chegue e faz com que haja alguns atrofios no que diz respeito à circulação automóvel. Julgamos que esta é uma mais-valia para todos”.

Ideal para os mais novos e mais velhos, este verão, por mais um ano, a Praia Fluvial do Penedo Furado conta com o selo ‘Qualidade de Ouro’ atribuído pela Quercus.

Cristiana Farinha

Partilhar nas redes sociais:
Partilhar no X
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - julho 2024
Jornal de Abrantes - julho 2024
PUB