Antena Livre
Deseja receber notificações?

Mouriscas: Câmara já recebeu Petição e tem requalificação da antiga Escola Primária na agenda

17/10/2023 às 16:28

Manuel Jorge Valamatos já recebeu a Petição Pública que defende a requalificação da antiga Escola Primária de Mouriscas. “Sim, confirmo que já recebi a Petição Pública e digo que ficámos muito satisfeitos com esse movimento dos cidadãos para procurar soluções para aquilo que são as suas necessidades e os seus interesses”, adiantou o presidente da Câmara Municipal de Abrantes. Lembrou que “temos tanto associativismo no nosso concelho - na cultura, no desporto, na área social... - precisamente para responder aos interesses e às necessidades. E tanto que eu tenho valorizado o tecido associativo num território tão grande como é o nosso...”

E o facto é que o edifício da antiga Escola Primária de Mouriscas está, desde 2012, cedido por “doação do direito de superfície” à ADIMO - Associação De Desenvolvimento Integrado de Mouriscas. Manuel Jorge Valamatos avançou que já está prevista uma reunião com a ADIMO e recordou que “houve, inclusivamente, um projeto que foi aprovado, em termos de financiamento, e depois a obra não avançou”. O presidente da Câmara assumiu não saber os pormenores pois “na altura não era presidente da Câmara” e não acompanhou esse processo. Contudo, a Antena Livre sabe que o projeto de requalificação do edifício chegou a ter financiamento por parte do programa ProDeR - Programa de Desenvolvimento Rural, através da Tagus - Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior. Este financiamento representava 50% da candidatura, num valor global de 400 mil euros. Mas em 2013, data da aprovação da candidatura, surgiu uma norma que viria a influenciar o resultado. Prendia-se com o facto de inviabilizar apoio por parte das Câmaras Municipais. Ou seja, a Câmara de Abrantes até tinha mostrado disponibilidade para comparticipar mais 25% da obra, mas com esta norma, tal deixou de ser possível. Teria de ser a ADIMO a financiar os restantes 50%. Como a Associação não conseguiu arcar com os 200 mil euros restantes, desistiu da candidatura. No entanto, a 29 outubro de 2014, já após a desistência da candidatura, a Câmara Municipal de Abrantes ainda atribuiu um subsídio de 27 mil euros à ADIMO para que a associação pudesse fazer face ao pagamento do projeto.

Atualmente, ainda com a ADIMO como responsável pela gestão do edifício, Manuel Jorge Valamatos admitiu que a Câmara Municipal “quer fazer parte da solução, sempre” e voltou a explicar que “o edifício é municipal, foi entregue, a determinada altura, a uma associação com o objetivo da sua requalificação mas isso não veio a acontecer”.

O presidente da Autarquia afirmou ainda que “nem era preciso esta Petição Pública para que o assunto estivesse em cima da mesa e na nossa agenda” mas reconheceu que a Petição “veio acelerar essa preocupação”. Os próximos tempos, segundo o autarca, vão ser “de muitas reuniões e muitas conversas”.

Notícia relacionada:https://www.antenalivre.pt/concelhos/perto-de-700-mourisquenses-querem-edificio-da-antiga-escola-primaria-reabilitado

Partilhar nas redes sociais:
Partilhar no X
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - julho 2024
Jornal de Abrantes - julho 2024
PUB