Município Abrantes
PUB

Vila de Rei: Concelho celebrou 737 anos de atribuição de foral por D. Dinis (C/ ÁUDIO)

21/09/2022 às 17:07

Vila de Rei comemorou, no dia 19 de Setembro, os 737 anos da atribuição do foral por D. Dinis, numa cerimónia realizada no Auditório Municipal Monsenhor José Maria Félix e que contou com a presença da presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, Isabel Damasceno, do presidente da Assembleia Municipal de Vila de Rei, Paulo Brito, e do presidente da Autarquia vilarregense, Ricardo Aires.

Ricardo Aires, olhou para o futuro do concelho que, como disse, poderá também passar por uma aposta na agricultura. Deu ainda conta do andamento do processo das Áreas Integradas de Gestão da paisagem que se quer ver implementado na floresta.

O Plano Estratégico de desenvolvimento turístico, a ampliação da zona industrial, com a criação do Centro de Instalação Empresarial do Souto e a construção de uma creche municipal também foram referidos pelo autarca como uma visão do futuro do concelho.

A presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, Isabel Damasceno, presente na cerimónia, destacou a presença de crianças pequenas no Salão Nobre como gratificante mas não escondeu as dificuldades que enfrentam os concelhos do interior do país.

A efeméride foi marcada pela entrega dos Apoios à Fixação da População Jovem no concelho de Vila de Rei, Bolsas de Estudo ao Ensino Superior, Bolsas de Mérito do Percurso Escolar e Bolsas de Permanência Vila de Rei +, medida esta que visa premiar os alunos que completem o seu percurso escolar no Agrupamento de Escolas de Vila de Rei. Estas medidas implicaram um investimento total direto de 87.000 euros a ser gasto no comércio local.

O Município voltou, desta forma, a apoiar as pessoas que iniciaram a sua vida conjugal e/ou constituíram família recentemente no concelho de Vila de Rei, atribuindo este ano seis subsídios de apoio ao casamento/união de fato, 21 de apoio ao nascimento e nove de apoio à fixação de residência, perfazendo um investimento de 60.500 euros com estas medidas.

Foram também entregues oito Bolsas de Estudo ao Ensino Superior, 18 Bolsas de Mérito do Percurso Escolar e 14 Bolsas de Permanência Vila de Rei +, contabilizando um valor de 26.500 euros de investimento direto.

As Medalhas Municipais de Bons Serviços foram entregues a quatro funcionários da Autarquia “que sempre demonstraram o cumprimento do dever, disponibilidade, empenho, zelo e competência no desempenho das diversas funções que lhes foram confiadas”, durante os 25 anos de serviço efetivo ao Município de Vila de Rei, “com distinto profissionalismo”. Os funcionários em questão foram Edite Manuela Tavares Bernardino, Fátima do Rosário Henriques Cardoso Laranjeira Aires, Helena Manuela da Silva Ribeiro da Cruz e Paula Alexandra Cardoso Laranjeira Brás.

Houve ainda lugar à entrega das Medalhas de Mérito Municipal, este ano entregues às associações Lions Clube de Vila de Rei, Associação Cultural Recreativa e Desportiva de Milreu e à Associação Recreativa Cultural e Desportiva de Aivado. Destaque para a Medalha de Mérito atribuída a Eduardo Moura Lyon de Castro, aqui definido pelo presidente Ricardo Aires.

Eduardo Moura Lyon de Castro falou de esperança no concelho de Vila de Rei e destacou os valores do território.

Eduardo Lyon de Castro “sempre mostrou ser uma personagem incontornável do desenvolvimento turístico de Vila de Rei, tendo sido um dos principais pioneiros e impulsionadores que conseguiram começar por mostrar ao mundo todo o potencial turístico do concelho. O entusiasmo e a dedicação que sempre demonstrou pelas belezas naturais de Vila de Rei fizeram com que fosse o principal responsável pela criação e desenvolvimento do primeiro Roteiro Turístico do Concelho de Vila de Rei, foi também um dos principais impulsionadores da Rede de Percursos Pedestres de Vila de Rei. Todo o seu empenho e entusiasmo em levar o nome de Vila de Rei e mostrar o seu potencial turístico por Portugal e pelo mundo, foi um fator fulcral para que o concelho se tornasse uma referência turística do interior do País, atraindo largos milhares de pessoas para o território vilarregense e, com isso, dando uma forte contribuição para o desenvolvimento da economia local e para o surgimento de novas empresas e, consequentemente, novos postos de trabalho”.

As associações referidas anteriormente “deixaram o seu valioso contributo em prol do concelho e das suas gentes, através de vários órgãos (pessoas) que delas fizeram parte. Esta homenagem é também para essas gentes que com muita honra e mérito tiveram um papel importantíssimo. É através das associações concelhias que o Município consegue fazer o elo de ligação com as suas populações residentes, levando a cultura, o turismo, os serviços de apoio, entre tantas outras necessidades às nossas populações de forma a que a sua vivência seja muito perto da excelência na sua qualidade de vida”.

Partilhar nas redes sociais:
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - setembro 2022
Jornal de Abrantes - setembro 2022
PUB