Município Abrantes
PUB

Incêndios: Governo alerta para necessidade de preparar o verão de 2023

5/12/2022 às 19:50

O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, elogiou hoje a criação do futuro Centro Municipal de Proteção Civil, em Tábua, e alertou para necessidade de no outono e inverno preparar os desafios do verão.

“A minha visita hoje aqui e outras que tenho feito nos últimos meses, nas várias associações humanitárias, quer nos dias dos seus aniversários, quer em momentos especiais dos municípios, tem uma mensagem muito clara e muito simples: No outono e no inverno temos o dever de preparar os desafios cada vez mais complexos do verão”.

O governante falava aos jornalistas, hoje, no final da visita aos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Oliveirinha, no concelho de Tábua, no distrito de Coimbra.

José Luís Carneiro considera que é “imperativo” olhar para as prioridades e para as tarefas que há que executar e planificar, tendo em conta o que cada um deve fazer, nos diferentes níveis territoriais e de responsabilidade.

“Desde a estrutura da orientadora da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, presente também nos comandos regionais e sub-regionais, até à dimensão local, aqui corporizada pela proteção civil municipal e pelas associações humanitárias de bombeiros voluntários” acrescentou.

O ministro deu nota de que é necessário “ter um olhar atento à nossa floresta e ao ordenamento do território”, aos meios técnicos e humanos ao dispor, assim como à conformidade dos instrumentos legais, designadamente os planos de âmbito municipal.

Nesse sentido, “são também importantes medidas como a aposta que Tábua deseja realizar, com a criação do Centro Municipal de Proteção Civil”, elogiou.

O presidente da Câmara Municipal de Tábua, Ricardo Cruz, acrescentou que este reconhecimento, por parte do Governo, mostra que o Município está no “caminho certo e a implementar as medidas corretas no âmbito da criação de infraestruturas que ajudem à prevenção e de alguma forma ao combate de incêndios e de intempéries no âmbito da Proteção Civil”.

O futuro Centro Municipal de Proteção Civil, obra no valor de cerca de 200 mil euros, está em fase de construção e localiza-se junto ao Pavilhão Multiúsos.

Este Centro vai incluir uma sala de operações, com painéis que monitorizam os incêndios ou intempéries, através das torres de videovigilância existentes no concelho.

O ministro aproveitou a ocasião para sublinhar que também os cidadãos devem cumprir com a sua parte, respeitando os normativos em vigor e garantindo que as suas propriedades não representam um risco para si próprios e para os que os rodeiam.

O Governo português tem previsto, para 2023, um reforço de 29,7 milhões de euros de financiamento permanente aos corpos de bombeiros para 31,7 milhões de euros, o que significa um aumento 6,7 %, em relação a 2022.

Estão também previstos 52,7 milhões de euros para o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR).

No que respeita ao Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) vão ser adquiridos mais 81 veículos de combate a incêndios rurais.

Será ainda feita a utilização, também via PRR, de seis milhões de euros para aquisição de equipamentos de proteção individual e de um milhão de euros para formar 3.300 agentes de proteção civil, através da Escola Nacional de Bombeiros.

Lusa

Partilhar nas redes sociais:
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - janeiro 2023
Jornal de Abrantes - janeiro 2023
PUB