Vila de Rei: Município implementa medidas estratégicas para diminuição dos consumos de água

18/02/2022 às 15:58

Face à situação de seca severa e extrema em que se encontra grande parte do território nacional, o Município de Vila de Rei decidiu adotar um conjunto de medidas conducentes à redução do consumo de água.

Essas medidas, as quais abrangem várias áreas de atividade do Município, foram já colocadas em prática e manter-se-ão em vigor por tempo indeterminado. De entre as medidas adotadas destacam-se, pela relevância que assumem em termos de poupança de água, as seguintes:

- Ao nível da gestão e manutenção dos espaços verdes, foi alterada a periodicidade do sistema de rega, tendo sido determinado que serão apenas asseguradas as regas que se revelem essenciais para a sobrevivência das espécies.

- A lavagem das viaturas será realizada apenas em casos de estrita necessidade, na defesa da saúde pública e na manutenção da salubridade e higiene.

- Concluído o processo de instalação de redutores de caudal de água em diversos Edifícios Municipais, que irá permitir uma poupança de aproximadamente 86% do consumo de água.

- Por fim, foi concluído também o processo de substituição dos chuveiros, permitindo assim uma redução de 64%, em relação aos chuveiros existentes.

Com a adoção deste conjunto de medidas, o Município “contribui para que haja uma gestão eficiente da água nas áreas sob sua gestão, no momento especialmente difícil que o país atravessa”.

Paralelamente, o Município de Vila de Rei apela a cada vilarregense a implementação das seguintes medidas:

- Feche a torneira enquanto escova os dentes ou se barbeia.

- Utilize as máquinas de lavar roupa e loiça com a carga completa.

- Se lavar roupa ou louça manualmente, utilize um alguidar ou a bacia do lava-louça. - Ponha a louça de molho antes da lavagem. Evite lavá-la em água corrente.

- Quando lavar frutas ou legumes aproveite a água para regar as plantas, para lavar o chão ou para sanitas.

- Tome duches rápidos e não deixe a água a correr enquanto se ensaboa. Evite os banhos de imersão.

- Reduza a quantidade de água por descarga do autoclismo. Coloque no depósito uma garrafa de plástico cheia de água;

- Se detetar uma fuga na via pública (rua ou jardim), avise sempre o Município.

- Nunca regue as plantas na hora de maior calor, muita da água perde-se com o calor, por evaporação. Regue de manhã cedo ou à noite. A frescura mantém-se por muito mais tempo.

- Adeque a rega à necessidade das plantas. Não regue em excesso.

- Opte pelo cultivo no seu jardim de plantas naturais da região. Estão mais adaptadas ao clima e requerem menos rega.

- Na lavagem do carro, utilize baldes de água em vez de lavar com mangueira e água corrente. Mas caso o faça, feche a torneira quando estiver a esfregar o carro.

- Lave o carro com menos frequência.

- Não deixe torneiras a pingar, feche-as bem. Se estiverem avariadas mande consertá-las imediatamente.

- Não deite lixo na sanita. Lembre-se que cada descarga desnecessária pode consumir entre 10 a 15 litros.

- Em casa, na escola e nos locais de trabalho, reduza o consumo de água. Reaproveite a água sempre que possível.

O presidente da Autarquia vilarregense, Ricardo Aires, apela “a cada vilarregense a adoção destes pequenos gestos, de modo a contribuir para a sustentabilidade deste que é um bem escasso”.

Partilhar nas redes sociais:
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - dezembro 2022
Jornal de Abrantes - dezembro 2022
PUB