Covid-19: Mundo registou na última semana menor número de casos desde a variante Ómicron

4/05/2022 às 17:49

O mundo registou na última semana 3,8 milhões novos casos de covid-19, o valor mais baixo desde o aparecimento da dominante variante ómicron, revelou hoje a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Os últimos valores indicam uma descida de 17% respetivamente ao número de contágios registados na semana anterior, entre 18 e 24 de abril.

A OMS insiste que esta redução de contágios deve ser analisada com cautela, tendo em conta a queda de testes realizados ao vírus SARS-CoV-2 em muitos países.

Esta é a sexta semana consecutiva em que se verifica uma descida de casos a nível mundial, longe dos valores recorde registados em finais de janeiro, com mais de 23 milhões de casos de globais identificados por semana.

A Europa continua a ser a região com mais contágios durante os últimos sete dias analisados, com 1,8 milhões de casos – uma descida de 22% em comparação com os dados da semana anterior -, seguida da Ásia Oriental, com mais 1,1 milhões de contágios registados.

Entre 25 de abril e 1 de maio, registaram-se 15.700 mortes, o que equivale a uma redução de 3%, confirmando-se a tendência da descida da mortalidade que se verifica desde princípios de fevereiro.

Os valores de mortalidade desta semana são os mais baixos desde o final de março de 2020.

Na Europa, foram contabilizadas, na semana passada, 6.400 mortes por covid-19, uma descida de 16%, seguindo-se a América com 4.200 e 2.600 no sul da Ásia.

No comunicado, a OMS deixou de divulgar a percentagem de casos de covid de outras variantes para além da dominante, justificando-se que “praticamente todas as infeções reportadas são ómicron”.

Desde o início da crise sanitária em 2020, foram registados 511 milhões casos a nível mundial, dos quais 6,2 milhões resultaram em mortes, o que faz desta a pior pandemia de toda a História desde a gripe de 1918-20.

Lusa

Partilhar nas redes sociais:
Palavras chave:
Covid-19