Antena Livre
Deseja receber notificações?

Abrantes: Conselho Municipal de Turismo tomou posse e tem reuniões agendadas (c/áudio)

10/05/2024 às 10:13

Abrantes tem, desde esta quarta-feira, dia 8 de maio, a funcionar em pleno o Conselho Municipal de Turismo. Com a tomada de posse dos membros que dele vão fazer parte, foi aprovado o regulamento do conselho que é consultivo da Câmara de Abrantes.

Há várias competências atribuídas a este conselho, como a colaboração na articulação das estratégias de desenvolvimento e promoção turística ou a apresentação de propostas e análises de programas, ações e políticas públicas consideradas adequadas à promoção de maiores padrões de eficiência do sistema turístico à escala do concelho.

O Conselho pode ainda emitir “pareceres sobre matérias levadas à sua auscultação, designadamente através da apresentação e promoção de estudos, propostas e sugestões na área turística” ou articular a política local de turismo com políticas económicas; educativas e formativas, em especial na área da formação e emprego; políticas culturais, incluindo a área do património e da programação cultural.

Deverá ainda emitir parecer sobre o plano anual de atividades da Câmara Municipal de Abrantes, com incidência na área do turismo, sempre que lhe seja submetido e pronunciar-se sobre o relatório de atividades que lhe seja apresentado /solicitado pela CMA, na pessoa do seu presidente, ou de qualquer dos Vereadores com competências delegadas.

Ainda no regulamento poder ler-se que o Conselho poderá estudar e propor à CMA a definição de políticas gerais e sectoriais de atuação na área e adequar as diferentes modalidades de turismo às necessidades locais ou informar a CMA sobre os problemas turísticos do concelho que requeiram apoios ou iniciativas camarárias e sejam da competência municipal, devendo formular propostas de iniciativas a realizar.

Deverá ainda este órgão Informar a autarquia das potencialidades de realização de ações e projetos a favor do concelho, promovendo a cooperação oferta turística/das entidades turísticas/operadores com as diferentes áreas funcionais da CMA na realização dos objetivos por esta definidos.

Os membros podem ainda, em conjunto, formular propostas que entenda de interesse, no âmbito das atividades que prossegue e que serão remetidas ao presidente ou vereador responsável pelas respetivas áreas funcionais.

De referir que cada elemento integrante do Conselho terá direito a um voto, nas questões que forem sujeitas a votação e que este Conselho, que é consultivo da autarquia, pode, sempre que assim o entender e a temática o exigir, convidar a estar presentes nas reuniões, sem direito a voto, outras entidades ou personalidades com conhecimentos e competências comprovadamente relevantes para emissão de pareceres ou prestação de esclarecimentos ou serem consideradas úteis para os trabalhos.

Manuel Jorge Valamatos, presidente da Câmara de Abrantes, destacou o trabalho de promoção do território e destacou o trabalho que tem vindo a ser feito no âmbito do Médio Tejo, por forma a aumentar o dinamismo económico e a “sermos mais visitados.”

O autarca referiu que tudo aquilo que for desenhado em Abrantes, neste conselho, tem de estar alinhado com o Turismo de Portugal e com o Médio Tejo. Apesar deste ser um órgão consultivo, tem de ter as linhas de trabalho das entidades que gerem o turismo.

Este é um grupo de trabalho municipal e aponta à ajuda na definição das políticas e estratégias no setor do turismo no concelho de Abrantes.

 

Manuel Jorge Valamatos, presidente CM Abrantes


De notar que ficaram já agendadas as primeiras reuniões, sendo uma para 22 de maio e outra para 27 de setembro, Dia Mundial do Turismo.

Anabela Freitas, vice-presidente da Turismo do Centro, entidade que integra este conselho, disse à Antena Livre que nem todos os municípios têm estes órgãos, mas destacou que este de Abrantes tem a representação de todos os agentes do turismo. E adianta mesmo que é uma mudança muito positiva, pois não estão apenas entidades públicas e alojamentos ou restaurantes. O conselho tem empresas de animação, de transportes, de empresários, forças de segurança. Ou seja, todas as áreas estão representadas o que só pode ser positivo para debater as linhas orientadoras do setor neste território.

“São os privados que fazem o turismo. É importante apoiar os privados. E às vezes as autarquias e o setor público pensa que é com uma publicidade que se faz aqui ou ali que vai promover. Ok, está a promover, mas é o trabalho com os privados que é importante porque eles é que nos vão dizer aquilo que o turista lhe pede para que possamos no investimento público criar as condições para essas ofertas”, disse Anabela Freitas.

A ex-autarca de Tomar diz que a presença da Entidade Regional de Turismo é fundamental porque, muitas vezes, “os privados também não sabem as linhas das políticas públicas, de quais são os produtos turísticos estratégicos para poderem alinhar as suas propostas e o seu marketing.”

Anabela Freitas diz que todos os municípios deveriam ter um órgão para olhar para o turismo. Não que cada município tenha um Conselho de Turismo, mas pode ter num conselho económico a presenta deste setor.

Anabela Freitas, vice-presidente Turismo do Centro de Portugal

Anabela Freitas indicou o crescimento que turismo está a ter o Centro de Portugal e, no Médio Tejo, há também duas atrações âncoras que são o Santuário de Fátima e o Convento de Cristo, mas depois numa área mais alargada a Albufeira do Castelo de Bode. 

Quem integra o Conselho Municipal do Turismo

 

O presidente da Câmara Municipal que é o presidente do Conselho; o vereador responsável pelo pelouro do Turismo; o presidente da Junta de Freguesia indicado pela Assembleia Municipal em representação das juntas do concelho; representante da Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal; representante da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT); representante da Associação Empresarial da Região de Santarém (NERSANT); representante da ACE - Associação Comercial e Empresarial de Abrantes, Constância, Sardoal, Mação e Vila de Rei; representante da Tagus - Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior; representante da Associação de Empresários de Turismo do Castelo de Bode; representante dos estabelecimentos de restauração (Restaurante Casa Chef Victor Felisberto); representante dos empreendimentos turísticos: Turismo em Espaço Rural, Turismo de Habitação e Hotéis (Quinta de Coalhos); representante dos proprietários de alojamento local (Pedro Margarido); representante das empresas de animação turística (Cláudio Reis); representante da CP - Comboios de Portugal; representante da Rodoviária do Tejo; representante do Transporte Público de Aluguer em Veículos Automóveis Ligeiros de Passageiros - Transportes em Táxi; representante de escolas que lecionam ensino profissional nas áreas do Turismo; representante dos serviços de emprego e formação profissional; representante dos serviços públicos de saúde; representante das forças de segurança - PSP; e representante das forças de segurança - GNR.

Partilhar nas redes sociais:
Partilhar no X
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - julho 2024
Jornal de Abrantes - julho 2024
PUB