Município Abrantes
PUB

Abrantes: Queima das Fitas - Ser finalista “é uma sensação muito gratificante”

1/06/2022 às 14:38

Foi no passado sábado, 28 de maio, que ocorreu a cerimónia da Queima das Fitas dos finalistas da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes (ESTA). Teve lugar no Coreto do Jardim do Castelo e contou com a presença de 18 finalistas que foram dar por concluído mais um capítulo das suas vidas.

 

Finalistas na cerimónia da queima das fitas

Para dar início a esta cerimónia, o diretor da ESTA, Nuno Madeira, discursou para estes alunos e mencionou as palavras ditas pelo padre, na missa que ocorreu da parte da manhã: “vão deixar de ser alunos, mas vão ser estudantes toda a vida”. Continuou a afirmar que estão a entregar estes alunos, agora finalistas “ao mundo” e que “as palmas a seguir a eu falar não vão ser para mim” são para os finalistas, “para os docentes da ESTA e principalmente para as vossas famílias”.

Nuno Madeira, diretor ESTA

O presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, seguiu com a cerimónia afirmando que Abrantes sempre acolheu os estudantes da “forma mais humilde possível, sempre de forma carinhosa”. Termina por dizer que “Abrantes também nunca se irá esquecer de todos vós”.

Manuel Jorge Valamatos, presidente CM Abrantes

Manuel Jorge Valamatos, presidente CM Abrantes, e Nuno Madeira, diretor ESTA

O presidente do Magnum Consilium Veteranus (MCV), Rui Almeida, deu então início “à última praxe” dos finalistas que, após serem chamados a subir ao Coreto para queimar a sua fita preta, discursaram. Entre os agradecimentos aos familiares, docentes, amigos e colegas de curso e muitas lágrimas, estes agradeceram também à cidade de Abrantes e proclamam aquilo que é uma das canções de praxe, “Abrantes é nosso!”.

Finalistas, alunos e antigos finalistas no coreto

Bernardo Franco, finalista do curso de Cinema Documental, Fátima Lina e Mariana Simões, finalistas do curso de Comunicação Social, falaram sobre aquilo que é ser finalista e o que para eles significa a queima das fitas.

Bernardo, confessou que ser finalista é como “acabar uma corrida”, o chegar “à meta”. Sente também que é “o fim de um ciclo” onde metem “um ponto final” na vida académica.

Finalista Bernardo Franco

Fátima Lina sente que ser finalista é uma “sensação muito gratificante” e que este foi um “momento incrível”. Para si, esta é uma festividade “para acabar este momento em bom” e “para seguir as nossas vidas”. Uma frase que vai levar para a sua vida, é a de uma das suas professoras, “Façam o favor de ser felizes”.

Finalista Fátima Lina

Mariana afirmou que ser finalista é ver “uma etapa que custou muito” a ser concluída e que este é um “sentimento de orgulho e de conseguir honrar” os seus pais. Para Mariana, a queima das fitas é uma forma de terminar esta etapa “em grande” junto dos “amigos, dos colegas de turma” e de “todos aqueles que me ajudaram”. Uma mensagem que quer deixar por Abrantes é que apesar de não ter sido a sua primeira opção, “é uma cidade maravilhosa” e que “se aconteceu é por algum motivo”.

Finalista Mariana Simões com o seu padrinho de praxe e ex-aluno da ESTA, Guilherme Assunção

A queima das fitas dos finalistas da Escola Superior de Abrantes teve lugar no passado sábado e contou com festividades ao longo dos dias 27, 28 e 29 de maio.

 

A finalista, Catarina Marques, a queimar a sua fita

Maria Francisca Carvalho

Partilhar nas redes sociais:
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - junho 2022
Jornal de Abrantes - junho 2022
PUB