Antena Livre
Deseja receber notificações?
CIMT
PUB

Tramagal: Centro Social Paroquial Nossa Senhora da Oliveira inicia construção do lar de idosos (c/áudio e fotos)

9/12/2023 às 11:38

É um ato de grande coragem. Foi esta a expressão utilizada pelo presidente da Câmara de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, no lançamento da primeira pedra do lar de idosos do Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora da Oliveira, em Tramagal.

E esta declaração do autarca foi feita porque a direção do Centro Social vai avançar para uma obra com um investimento de 1,4 milhão de euros, quando tem apenas garantida a comparticipação de 50% deste valor pela Segurança Social, através do Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES). Inicialmente, o valor base do projeto era mais baixo, cerca de 800 mil euros, logo a comparticipação seria muito mais elevada, mas com as revisões de preços o projeto passou para 1,4 milhão de euros, mantendo o PARES a mesma comparticipação de mais de 700 mil euros. Desta forma, o Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora da Oliveira vai ter de garantir o financiamento de cerca de 700 mil euros.

Seja como for a direção avançou com a adjudicação da empreitada que começou a 31 de outubro e tem um prazo de execução de 24 meses para disponibilizar mais 38 quartos para outros tantos idosos da vila de Tramagal ou da região e que “tanta falta fazem”, como disse o padre Adelino Cardoso, presidente da instituição tramagalense.

A cerimónia de lançamento da primeira pedra, com a benção, marcou o início da construção de um equipamento que é “uma ambição de muitos anos” na vila.

 

Benção Padre Adelino Cardoso

Coube a Graça Alarico, da direção do Centro Social, fazer os agradecimentos à Segurança Social, Câmara de Abrantes e Junta de Freguesia de Tramagal. E não esqueceu as entidades privadas e as pessoas que, individualmente, continuam a colaborar com o centro, pois “sem esse apoio não seria possível levar por diante a missão da instituição.”

A dirigente garantiu que este não será um mero edifício, será um local com ambiente acolhedor e seguro, para terem os cuidados que merecem, depois de terem dado a sua vida aos outros.

 

Graça Alarico

Aos jornalistas o padre Adelino Cardoso, responsável pelo Centro Social Paroquial de Nossa Senhora da Oliveira, explicou a necessidade desta obra. De recordar que em 2022, e na sequência de uma candidatura ao programa PARES, o Centro viu ser aprovado o projeto para a construção de uma Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI), ou seja, um lar. Atualmente, a instituição conta com Centro de Dia, Creche e Serviço de Apoio Domiciliário.
Esta obra é um sonho para a instituição e para as gentes de Tramagal que apenas tinham respostas privadas para os seus idosos.

Agora a instituição terá de recorrer à banca, admitiu o padre Adelino Cardoso, dizendo que “a direção tem trabalhado muito na sustentabilidade” também financeira da IPSS.

Quando, daqui a dois anos, o lar estiver pronto há uma nova fase em que o Centro Social terá de reforçar o quadro de pessoal. Adelino Cardoso indica a necessidade de contratação de, pelo menos, mais uma dezena de trabalhadores para garantir o seu funcionamento.

 

Padre Adelino Cardoso

A cerimónia de lançamento da primeira pedra, realizada a 6 de dezembro, contou com a assinatura de um protocolo entre o Centro Social Paroquial Nossa Senhora da Oliveira e o Município de Abrantes. Trata-se da garantia de apoio do Município no equipamento do Lar, nomeadamente da cozinha. É um apoio de 65 mil euros e que permite ao Centro direcionar os esforços para angariar verbas para o bolo da construção.

Manuel Jorge Valamatos destacou o facto de o Município não poder apoiar a construção, por não poder haver duplicação de apoios do estado.

O autarca vincou a coragem da direção em avançar com este investimento numa instituição que tanta falta faz à comunidade.

 

Manuel Jorge Valamatos

A tramagalense Patrícia Matos deixou uma mensagem que o Centro Social mostrou nas suas redes sociais, num apelo à participação de todos a esta obra que é, naturalmente, para todos.

A obra tem um prazo de execução de dois anos, implica a criação de 10 postos de trabalho, e será o único lar apoiado pela Segurança Social em Tramagal, juntando-se à oferta privada e a casas de acolhimento existentes na freguesia, indicou o padre Adelino Cardoso, responsável pelo Centro Social Paroquial de Nossa Senhora da Oliveira.

No âmbito do PARES houve quatro instituições que viram os seus projetos aprovados. Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora da Oliveira, em Tramagal, com a construção de um novo Lar, de raiz, o Centro Social Paroquial de Rossio ao Sul do Tejo, com obras de requalificação de toda a sua infraestrutura e valorização de espaço, o Centro Solidariedade Social do Souto com um trabalho extraordinário de requalificação e valorização do edifício, e também a ACATIM – Associação Comunitária de Apoio à Terceira Idade de Mouriscas, com um projeto no âmbito da eficiência energética e da melhoria das suas instalações.

Galeria de Imagens

Partilhar nas redes sociais:
Partilhar no X
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - fevereiro 2024
Jornal de Abrantes - fevereiro 2024
PUB