Antena Livre
Deseja receber notificações?

Peregrinação: Milhares a caminho para primeira peregrinação aniversária do ano a Fátima

6/05/2024 às 12:04

Milhares de peregrinos a pé estão já a dirigir-se para Fátima, onde nos dias 12 e 13 o arcebispo de Barcelona, Juan José Omella, preside às cerimónias da primeira peregrinação aniversária de 2024 à Cova da Iria.

Esta é a primeira vez que Omella preside a uma peregrinação internacional aniversária ao Santuário de Fátima, com o bispo de Leiria-Fátima, José Ornelas, a justificar, em declarações à Fátima Missionária, o convite ao cardeal espanhol, afirmando que “Fátima não é simplesmente Portugal”.

“Tem uma dimensão internacional, e é bom que no santuário também se sinta essa internacionalidade, não só nos rostos das pessoas que chegam, mas também nas línguas que se escutam e na sensibilidade de quem dirige a palavra” aos fiéis, acrescentou, não esquecendo que é de Espanha que chegam, anualmente, uns dos maiores contingentes de peregrinos estrangeiros.

Para o apoio aos peregrinos, que se esperam em grande número tendo em conta as condições atmosféricas previstas para os próximos dias, a Comissão de Apoio ao Peregrino a Pé desenvolveu, com o seu parceiro tecnológico VOST Portugal, uma plataforma que visa aumentar a segurança de quem faz a pé o caminho até ao santuário.

A plataforma, disponível através do link https://mensagemdefatima.vost.pt/, apela a que os guias e responsáveis de grupos de peregrinos se registem-se e insiram todas as informações relativas à peregrinação, nomeadamente horários de saída, chegada e pernoitas.

Segundo informação disponibilizada pelo Santuário de Fátima, o objetivo é o de que GNR, Proteção Civil e demais entidades de segurança e de apoio ao peregrino na estrada tenham acesso imediato à informação e possam monitorizar e acompanhar as peregrinações, ajudando sempre que necessário”.

A Comissão de Apoio ao Peregrino a Pé é coordenada pelo Movimento da Mensagem de Fátima e integra as seguintes entidades: Santuário de Fátima, Ordem Soberana e Militar de Malta, Servitas de Nossa Senhora de Fátima, Cruz Vermelha Portuguesa, Associação Caminhos de Fátima, GNR, Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, VOST Portugal, IP – Infraestruturas de Portugal e Corpo Nacional de Escutas.

As cerimónias da peregrinação internacional têm início às 21:30 de domingo, com a recitação do Rosário, na Capelinha das Aparições, seguindo-se a procissão das velas, celebração da Palavra, no recinto de oração.

Na segunda-feira, e depois de uma noite de vigília de oração, tem lugar às 09:00 a recitação do Rosário, na Capelinha das Aparições, a que se segue a procissão, missa, bênção dos doentes e Adeus, no altar do recinto do santuário.

Apesar de as cerimónias oficiais da peregrinação decorrerem apenas nos dias 12 e 13, já no sábado, dia 11, são esperados muitos milhares de peregrinos na Cova da Iria.

Esta peregrinação evoca a primeira aparição de Nossa Senhora aos três Pastorinhos, em 1917, em que lhes pediu, segundo as Memórias da Irmã Lúcia: “Rezem o terço todos os dias, para alcançarem a paz para o mundo e o fim da guerra”.

“Volvidos 107 anos, o desafio de orar é tão atual quão necessário. A isso convida o programa que aguarda os peregrinos na Cova da Iria, a 12 e 13 de maio, com oração coletiva, mas também com momentos de silêncio e introspeção”, sublinha uma nota do Santuário de Fátima.

O santuário alerta, ainda, que “a gestão da chegada de peregrinos a Fátima é feita pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil e pela Guarda Nacional Republicana, que terá a partir do dia 11 de maio [sábado] um reforço efetivo de meios na Cova da Iria, nomeadamente para monitorização de trânsito e apoio ao peregrino”.

“No dia 12 e 13 de maio, haverá um reforço de meios no caminho dos Pastorinhos, nos Valinhos, bem como em Aljustrel, junto às casas dos Pastorinhos”, acrescenta, informando, também, que a partir das 14:00 de dia 09, quinta-feira, o santuário terá à disposição espaços de alojamento para quem chega a pé.

O Posto de Acolhimento aos Peregrinos a Pé tem capacidade para acolher cerca de 500 peregrinos que são atendidos por ordem de chegada, sendo o alojamento disponibilizado em regime de camaratas, até ser atingida a lotação disponível.

Os peregrinos que sejam acolhidos nesta unidade receberão senhas para que possam tomar uma refeição leve e o pequeno-almoço.

Lusa

Partilhar nas redes sociais:
Partilhar no X
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - julho 2024
Jornal de Abrantes - julho 2024
PUB