Antena Livre
Deseja receber notificações?
CIMT
PUB

Chuva: Depressão Celine traz vento e muita chuva para Portugal

28/10/2023 às 10:43

Celine é o nome atribuído pela Meteo-France a uma depressão deverá estar centrada a oeste das Ilhas Britânicas e que a partir da tarde deste sábado, dia 28, vai condicionar o estado do tempo no Continente. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê, por isso, precipitação persistente, por vezes forte e ocasionalmente acompanhada de trovoada, em especial no Minho e Douro Litoral.

Em comunicado o IPMA indica que durante o dia de sábado “esta superfície frontal fria começará a deslocar-se para sul, trazendo precipitação persistente, com aguaceiros por vezes fortes e acompanhados de trovoada, à região Centro durante o dia 29 e à região Sul entre a tarde de dia 29 e o início da manhã do dia 30.”

O IPMA prevê que a depressão Celine terá um impacto, embora indireto, no estado do tempo no arquipélago da Madeira no dia 29.

Devido a esta situação meteorológica o IPMA emitiu avisos amarelo e laranja de precipitação, agitação marítima e vento, aconselhando-se medidas de precaução de situações de vulnerabilidade ao estado do tempo, o acompanhamento das previsões meteorológicas e da atualização dos avisos.

O IPMA emitiu aviso laranja, devido à previsão de chuva persistente e por vezes forte, para os distritos do Porto, Viana do Castelo e Braga, a vigorar entre as 09:00 de sábado e as 00:00 de domingo.

O aviso laranja é emitido pelo IPMA sempre que existe "situação meteorológica de risco moderado a elevado e o amarelo quando há uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Proteção Civil ativa estado de alerta laranja

A Proteção Civil alertou ontem para possibilidade de inundações e cheias devido ao previsto agravamento da situação meteorológica no fim de semana.

Em declarações aos jornalistas, na sede da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), em Carnaxide, Oeiras, o comandante nacional, André Fernandes, revelou que a ANEPC decidiu elevar (entre sexta-feira e domingo) o estado de prontidão dos meios para o nível laranja em 16 sub-regiões da entidade, com especial incidência no Norte, no Centro e em Lisboa e Vale do Tejo do continente.

Foi também enviada à população um SMS preventivo a alertar para o risco de inundações e cheias.

Segundo André Fernandes, a Agência Portuguesa do Ambiente informou que as bacias hidrográficas com maior potencial de cheias são as dos rios Lima (em particular em Arcos de Valdevez, Ponte da Barca e Ponte de Lima), Cávado, Douro (com particular incidência nas sub-bacias do Tâmega e do Tua), Vouga e Mondego.

“É possível a ocorrência de cheias nestas bacias hidrográficas, bem como inundações em meio urbano, pelo que [os cidadãos] deverão tomar as medidas de autoproteção face ao risco de inundação e de cheias”, afirmou, destacando que existe uma saturação devido à chuva que caiu nos últimos dias, o que pode potenciar as enchentes.

O comandante da proteção civil destacou também a previsão de vento, por vezes forte, e aconselhou que seja prevenida a queda de objetos para a via pública.

Por outro lado, está ainda prevista forte agitação marítima, em particular no domingo, pelo que não é aconselhada a permanência em zonas da orla costeira.

Os estragos causados pelo mau tempo na quinta-feira em Ponte de Lima, numa zona que é particularmente vulnerável a inundações, estão a ser avaliados, acrescentou.

A prontidão do sistema em nível laranja prevê o aumento em 25% do nível de efetivos em todo o país. O Centro de Coordenação Operacional da ANEPC estará reunido no sábado e no domingo para acompanhar as ocorrências e, se houver necessidade, prolongará o estado de alerta para além de domingo.

Partilhar nas redes sociais:
Partilhar no X
PUB
Capas Jornal de Abrantes
Jornal de Abrantes - julho 2024
Jornal de Abrantes - julho 2024
PUB