Antena Livre
Deseja receber notificações?

Segurança: PSP reforça policiamento nos principais acessos e locais de festejos de Carnaval

8/02/2024 às 19:25

A PSP vai reforçar até 14 de fevereiro o efetivo policial nos principais locais onde se realizam festejos de Carnaval e intensificar a fiscalização rodoviária nos acessos às cidades com festas, anunciou hoje aquela força de segurança.

Em comunicado, a PSP reforça que “aumentará a sua presença na via pública, reforçando a visibilidade e capacidade de prevenção da ocorrência de ilícitos criminais, contribuindo para o aumento do sentimento de segurança dos cidadãos”.

Durante a operação “Polícia sempre presente, Carnaval em Segurança 2024”, que teve início na passada segunda-feira, os principais desfiles a acompanhar pela PSP, e onde se espera que haja maior concentração de pessoas, decorrem nas cidades de Ponta Delgada, Angra do Heroísmo, Funchal, Ovar, Bragança, Torres Vedras, Caldas da Rainha, Peniche, Marinha Grande, Braga, Figueira da Foz, Tomar, Guarda, Abrantes e Barreiro.

Na nota hoje divulgada, a PSP afirma que se manterá “especialmente atenta às deslocações dos cidadãos de e para estes eventos, bem como ao desenrolar dos festejos, no sentido de garantir que todos os participantes usufruem do espírito da época com segurança e tranquilidade”, havendo também um “incremento da visibilidade policial junto aos estabelecimentos de diversão noturna, que serão alvo de ações de fiscalização, com o objetivo de garantir o cumprimento de licenciamentos e de averiguar as situações de venda de álcool e tabaco a menores”.

“Uma vez que a época de folia propicia o consumo de bebidas alcoólicas e, consequentemente, a adoção de comportamentos de risco para a segurança rodoviária, serão realizadas operações de fiscalização rodoviária com especial incidência nas principais causas da sinistralidade: excesso de velocidade, condução sob o efeito ao álcool e/ou substâncias psicotrópicas e uso do telemóvel durante a condução. Os locais nos quais existe um maior registo de atropelamentos – que constituem a sinistralidade mais gravosa – também serão alvo de fiscalização rodoviária”, avisa a PSP.

Será igualmente mantida especial vigilância relativamente à posse e uso de artigos de pirotecnia, principalmente entre os mais jovens.

Desde segunda-feira, no âmbito desta operação nacional, a PSP efetuou 219 detenções na sua área de responsabilidade em Portugal continental e nas regiões autónomas da Madeira e dos Açores, das quais 46 detenções por crimes rodoviários, nomeadamente 21 por condução sob o efeito do álcool e 25 por falta de habilitação legal para conduzir.

Foram ainda detidos 27 suspeitos por tráfico de droga, tendo sido apreendidas mais de 8.635 doses individuais e efetuadas 13 detenções por crimes contra a propriedade e dado cumprimento a 90 mandados de detenção judiciais.

Desde segunda-feira foram ainda apreendidas 28 armas de fogo e nove armas brancas, “quer como medida cautelar, quer no seguimento das sete detenções efetuadas por posse de armas proibidas”.

Na sequência de uma ação de fiscalização a um estabelecimento comercial em Penafiel, foi também identificada uma mulher e apreendidos 2.776 artigos de pirotecnia.

Desde o início da operação a PSP fiscalizou 5.394 condutores e controlou por radar 34.406 viaturas.

No total foram registadas 1.385 contraordenações, das quais 315 por excesso de velocidade, 53 por condução sob o efeito do álcool, 129 por falta de inspeção periódica obrigatória, 33 por falta de seguro de responsabilidade civil e 33 por uso do telemóvel durante a condução.

A condução em excesso de velocidade corresponde a cerca de 23% do total de infrações verificadas.

Quanto à sinistralidade rodoviária, na área de responsabilidade da PSP foram registados 463 acidentes, dos quais resultaram 134 feridos ligeiros e uma vítima mortal.

Lusa

Partilhar nas redes sociais:
Partilhar no X